quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

CARNAVAL



O Carnaval perdeu os seus valores.
A perversão, agora, se acentua;
Não tem mais a beleza que era sua
Nos bailes com pierrôs. Tudo era flores...

Um delírio total transforma a rua
Ao rufar infernal de mil tambores,
De clarins. Enfeitado com mil cores,
O desfile: desejos insinua.

Belas mulheres cantam co´ euforia,
Fazendo da nudez sua fantasia
E enchendo de erotismo o Carnaval!

Agora, é festa em que a loucura impera,
Que o ser humano, quase como fera,
Esquece mesmo que é um racional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.